ESPECIAL ESTADUAIS: Novo Hamburgo faz história, ABC amplia vantagem e Chape se supera

Entre surpresas e gigantes mostrando sua força, não faltaram boas histórias nos campeonato estaduais de 2017

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 23 (AFI) – Muitos criticam os campeonatos estaduais, mas quando a bola rola ninguém quer ver seu time perder para rivais. Em 2017 não foi diferente, e os estaduais movimentaram torcidas por todo o Brasil.

Com algumas surpresas que encantaram o país e grandes clubes que ampliaram sua hegemonia, não faltou emoção nas primeiras competições do ano.

ZEBRAS E NOVATOS
A maior zebra do ano foi o Novo Hamburgo. Pouca gente imaginava que o Noia poderia superar favoritos como Grêmio, Internacional e Juventude, mas a equipe do interior fez bonito.

Na final, contra o Internacional, dois empates levaram a decisão para os pênaltis e o Novo Hamburgo pôde gritar ‘é campeão!’ pela primeira vez em sua história.

O Novo Hamburgo foi a grande surpresa de 2017 e conquistou o título gaúcho
O Novo Hamburgo foi a grande surpresa de 2017 e conquistou o título gaúcho
Além do time gaúcho, outros quatro times foram campeões estaduais pela primeira vez. O Manaus conquistou o Campeonato Amazonense, o Atlético Itapemirim levantou a taça no Espírito Santo, o Altos venceu no Piauí e o Real Ariquemes foi campeão em Roraima. No Mato-Grosso do Sul, o Corumbaense venceu pela segunda vez, repetindo o feito que só havia conseguido em 1984.

GIGANTES DE TRADIÇÃO
Mas os campeonatos estaduais também são feitos de clubes tradicionais. E não faltaram equipes acostumadas a conquistar títulos adicionando mais um à galeria.

Maior campeão estadual do Brasil, o ABC comemorou novamente o Rio Grande do Norte e já chega a 54 troféus de Campeonato Potiguar.

Maior campeão estadual do Brasil, o ABC fez bonito novamente
Maior campeão estadual do Brasil, o ABC fez bonito novamente
Outras equipes também venceram e seguem na perseguição ao Elefante pelo título de maior campeão estadual do país. No Pará, o Paysandu superou o rival Remo e chegou ao 47º título. Ceará e Atlético-MG também estão na cola e foram campeões de seus estados pela 44ª vez em 2017.

Quando se fala em tradição nos campeonatos estaduais não pode faltar um Fla-Flu e foi justamente essa a final do Campeonato Carioca, que resultou no título do Flamengo, o 34º de sua história.

No Paraná, o Coritiba superou o rival Atlético-PR na final para conquistar o 38º título paranaense.

NORDESTE EM FESTA
Grandes rivalidades também marcaram os estaduais pelo Nordeste. Na Bahia, a final com Ba-Vi agitou as duas maiores torcidas, mas foi o lado Rubro-Negro de Salvador que soltou o grito de campeão.

O Sport também fez bonito e venceu o surpreendente Salgueiro na final para ser campeão pela 41ª vez. O título, no entanto, foi marcado por uma polêmica na final com o uso do árbitro de vídeo que prejudicou o Carcará. Como a competição só terminou no segundo semestre, quando o Leão já disputava o Campeonato Brasileiro, o técnico Vanderlei Luxemburgo comandou o Rubro-Negro apenas no último jogo da final e foi campeão sem ter feito parte de todo o resto da competição.

No Maranhão, o Sampaio Corrêa começou a dar mostras de que teria um ano para entrar para a história. Foi campeão estadual pela 33ª vez e depois viria a conquistar o acesso de volta a Série B do Brasileiro.

A linda história de reconstrução da Chapecoense foi coroada com o bicampeonato catarinense
A linda história de reconstrução da Chapecoense foi coroada com o bicampeonato catarinense
RECONSTRUÇÃO DA CHAPE
Entre tantos campeões, talvez a história mais incrível seja a da Chapecoense. Meses após o trágico acidente que tirou a vida de praticamente todo o elenco, a equipe se reconstruiu e conquistou o título catarinense, repetindo o feito do ano anterior.

A história da Chape seguiu mostrando uma superação incrível até o final do ano e o time fez bonito no Campeonato Brasileiro, garantindo mais uma vaga na Copa Libertadores.