Série C: Médico explica situação de covid-19 no Criciúma; lateral foca em vitória

Tigre volta campo no próximo sábado, quando, às 19h, recebem o Boa Esporte, em Criciúma (SC), no estádio Heriberto Hülse

por Agência Futebol Interior

Criciúma, SC, 13 (AFI) - Depois de ficar de fora da estreia do Criciúma no Campeonato Brasileiro da Série C - empate sem gols, diante do Londrina, na última segunda-feira, no estádio do Café, em Londrina -, o atacante Léo Ceará será novamente desfalque na próxima rodada por conta da covid-19.

“Hoje, não temos nenhum jogador com caso da Covid-19 ativo. Todos estão liberados e treinando normalmente. A única situação é o caso do Léo Ceará, que testou positivo no último exame realizado. Ele testou positivo, mas a sorologia já é reagente, isso diz que ele teve a doença. Tentamos a liberação para atuar contra o Boa Esporte, mas como é o primeiro PCR positivo, não poderá. Tem que cumprir 10 dias. Pode treinar, mas não jogar. É uma regra geral”, explicou o médico carvoeiro, Ricardo Furtado.

Foguinho, atleta do Criciúma - Foto: Celso da Luz/ Criciúma E.C.
Foguinho, atleta do Criciúma - Foto: Celso da Luz/ Criciúma E.C.
Os comandados do técnico Roberto Cavalo voltam a campo no próximo sábado, quando, às 19h, recebem o Boa Esporte, em Criciúma (SC), no estádio Heriberto Hülse, pela segunda rodada do Grupo B. São quatro vagas em disputa para a segunda fase, enquanto os dois piores de cada chave serão rebaixados.

“O Boa Esporte também vem de um empate na primeira rodada. Os jogos da Série C são sempre muito equilibrados e tenho certeza que não será diferente. Vamos em busca da nossa primeira vitória. Agora é trabalhar forte", disse o lateral-esquerdo Kaike.