Corinthians negocia com ex-São Paulo, e deixa Henrique Dourado como plano B

Sem clube no momento, Gilberto é visto como uma opção viável; Enquanto um novo atacante não chega, Carille segue dando chances à Kazim

por Agência Estado

São Paulo, SP, 12 - Ao contrário do que afirmou o presidente Roberto de Andrade, o Corinthians não desistiu de Henrique Dourado, mas o atacante do Fluminense virou plano B devido à dificuldade da negociação e os valores da transação pedidos pelo clube carioca. Quem aparece como uma opção mais barata e fácil para ser contratado é Gilberto, que estava no São Paulo e está sem clube. A diretoria corintiana já entrou em contato com representantes do atleta para tentar um acordo.

Gilberto entra na mira do Corinthians
Gilberto entra na mira do Corinthians
Gilberto tem 28 anos e disputou o último Brasileiro pelo São Paulo, mas ainda durante o campeonato, foi liberado pela diretoria para procurar clube.

Um obstáculo para o Corinthians acertar com o jogador é o Santos, que também tem interesse em seu futebol e o procurou recentemente. Além deles, outros clubes, inclusive do exterior, manifestaram intenção em contratar o atacante.

Além do São Paulo, Gilberto também tem passagens pelo Chicago Fire-EUA, Vasco, Toronto FC-CAN, Portuguesa, Sport, Internacional, Vera Cruz-PE e Santa Cruz.

A chegada de um centroavante virou a prioridade da diretoria do Corinthians neste momento. O clube aguarda apenas a realização de exames médicos de Henrique e Mateus Vital para confirmar a contratação do zagueiro e do meia, respectivamente, e o acerto com um substituto de Jô seria a última peça para a montagem do elenco do técnico Fábio Carille.

VEZ DO 'GRINGO DA FIEL'
Enquanto um novo centroavante não chega, o treinador deve dar mais uma chance para Kazim. O turco foi titular contra o PSV e será também diante do Rangers, pela Florida Cup.

Quanto a Henrique Dourado, o Corinthians ofereceu R$ 8 milhões pelo jogador e o Fluminense quer 4,5 milhões de euros (cerca de R$ 18 milhões), valor da multa rescisória. As duas partes estão dispostas a melhorar os valores, mas a distância ainda é grande. O time paulista cogitou ceder alguns jogadores, mas os tricolores recusaram. A negociação só será retomada se um dos lados ceder bastante em relação ao que pretende.