Copa do Brasil: Corinthians tenta virada contra Chapecoense para seguir em alta

A equipe comandada por Fábio Carille perdeu a partida de ida por 1 a 0 e precisará da vitória por dois gols de diferença

por Agência Estado

São Paulo, SP, 24 - O Corinthians pode ir do céu ao inferno em três dias. Depois de conquistar o tricampeonato paulista no domingo, o time volta a campo em meio à ressaca da festa para enfrentar a Chapecoense, em Itaquera, no jogo de volta da quarta fase da Copa do Brasil.

A equipe comandada por Fábio Carille perdeu a partida de ida por 1 a 0, na semana passada, e precisará da vitória por dois gols de diferença no tempo regulamentar para seguir vivo no torneio - se ganhar por apenas um a decisão vai para os pênaltis.

DESFALQUES IMPORTANTES
O treinador não contará com quatro titulares, vetados pelo departamento médico: o zagueiro Henrique, o lateral-esquerdo Danilo Avelar, o volante Junior Urso e o centroavante Gustavo, o Gustagol. A expectativa é que os quatro estejam aptos para a estreia no Campeonato Brasileiro, domingo, contra o Bahia, na Fonte Nova.

TEM QUE ATACAR
O problema é que para esse jogo o Corinthians precisa de poder ofensivo e essas baixas são consideráveis. Gustagol é o artilheiro do time na temporada com oito gols, Avelar é o vice, com cinco, e Urso aparece em terceiro com três. Dos relacionados para a partida, o discurso é o de que a festa da conquista já ficou para trás.

FOCO NA COPA
"Temos de deixar o título de lado e concentrar agora para esse jogo duro contra a Chapecoense", disse Fagner.

Quarta Fase da Copa do Brasil: Chapecoense 1 x 0 Corinthians - Foto: Divulgação
Quarta Fase da Copa do Brasil: Chapecoense 1 x 0 Corinthians - Foto: Divulgação
"A festa da comemoração foi leve, tivemos um jantar só com o grupo e os familiares e já voltamos as atenções para essa decisão", comentou o volante Ralf.

COMO VEM A CHAPE?
A Chapecoense vem de um vice-campeonato estadual após perder a decisão para o Avaí nos pênaltis. A principal baixa é do goleiro Vagner.

Ele rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho direito e rompeu o menisco no jogo de ida contra o Corinthians e terá de passar por cirurgia. Curiosamente, a partida pela Copa do Brasil era seu segundo jogo pelo time alviverde. Ele havia sido contratado por causa da suspensão por doping do então titular João Ricardo e nem teve tempo de ser apresentado.