Por conta da pandemia, Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2021 está cancelada

Em carta aberta, Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), justificou a decisão

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 26 (AFI) - Principal torneio de categorias de base do futebol brasileiro, a Copa São Paulo de Futebol Júnior está cancelada e não será realizada na temporada de 2021. A confirmação foi dada pela própria Federação Paulista de Futebol (FPF).

Através de carta aberta, o presidente da entidade estadual, Reinaldo Carneiro Bastos, elencou os motivos para a decisão. Eles, obviamente, passam pela pandemia de covid-19, o novo coronavírus, e os desafios impostos por ela.

HISTÓRICO
A Copa São Paulo, popularmente conhecida como Copinha, acontece desde 1969. Naquele ano, a Secretaria de Bem Estar Social e do Departamento Municipal de Esportes, por conta do 415° aniversário de São Paulo, resolveu criar atividades esportivas, e o futebol esteve incluído.

Entretanto, como os jogadores profissionais estavam de férias, optou-se por realizar uma competição juvenil, a qual acabou sendo disputada apenas por clubes paulistanos, Corinthians, Juventus, Nacional e Palmeiras.

Portanto, em 25 de janeiro de 1969, no Centro Esportivo Educacional de Vila Nova Manchester, a equipe do Parque São Jorge derrotou os nacionalinos, por 1 a 0, e se sagrou campeão da primeira edição.

GANHANDO CORPO
Já na temporada seguinte, a Prefeitura liberou que times da cidade de São Paulo pudessem participar. Dessa forma, em 1970, o quadrangular, vencido novamente pelo Corinthians, contou com o Santos, enquanto o Nacional ficou de fora da disputa.

Entretanto, um marco para a história da Copinha é 1972, ano seguinte à abertura da competição para clubes de fora de São Paulo. Afinal, foi naquela temporada que o meio-campista Paulo Roberto Falcão se destacou pelo Internacional. O campeão, porém, acabou sendo o Nacional.

Ao longo do tempo, a competição, inclusive, passou mudanças curiosas, incluindo a não-realização, em 1987, por questões políticas. Nascida como torneio juvenil, se tornou júnior apenas em 1981. Além disso, entre 2010 e 2012, foi disputada apenas por atletas Sub-18. Desde 2013, porém, voltou ao antigo formato, aceitando jogadores Sub-20.

Inter é o atual campeão da Copinha - Foto: Divulgação / SC Internacional - Foto: Divulgação / SC Internacional
Inter é o atual campeão da Copinha - Foto: Divulgação / SC Internacional

CONFIRA A CARTA DIVULGADA PELA FPF
Torcedores e torcedoras,

A Copa São Paulo de Futebol Jr., disputada desde 1969, é um dos maiores orgulhos do nosso futebol. Marca em todos os anos o início da temporada do futebol brasileiro e é o nascedouro dos nossos maiores craques. Não há competição de base no mundo que reúna tanta relevância, competitividade, visibilidade, paixão e sonhos.

A cada ano, todo o time da Federação Paulista de Futebol se mobiliza para organizar 255 jogos em 24 dias, reunindo 128 times de todos os Estados do Brasil. São mais de 3.800 jovens atletas que jogam em busca de um sonho. São longas viagens e 31 municípios paulistas envolvidos numa complexa logística de alojamento, alimentação e organização.

É justamente a grandeza da Copinha que nos fez refletir neste momento difícil de pandemia de Covid-19. Desde agosto, a FPF vem conversando com autoridades médicas, do Governo de São Paulo, de prefeituras e dos clubes para viabilizar a realização da Copa São Paulo 2021.

A partir de todas as informações colhidas e diante do cenário de pandemia, concluímos que mesmo um rigoroso protocolo de saúde não seria o suficiente para garantir segurança a atletas, árbitros e demais profissionais envolvidos nos jogos, além da população das cidades-sede. E acima de qualquer compromisso está a vida.

Assim, a FPF comunica que tomou a dura decisão de suspender a realização da Copa São Paulo 2021.

Esta medida nos provoca imensa dor, sobretudo pelos sonhos dos jovens atletas que veem na Copinha a primeira grande oportunidade para se mostrar ao mundo do futebol.

Nos solidarizamos não apenas com os jogadores, mas também os jovens árbitros, jornalistas e torcedores que, assim como nós, cultivam enorme carinho pela Copinha. Agradecemos aos patrocinadores e parceiros de mídia por entenderem essa difícil atitude. Nos resta a certeza da compreensão desta decisão, que coloca em primeiro lugar a saúde e os cuidados de segurança e isolamento.

Por fim, com intuito de preservar os sonhos de uma geração que não poderá disputar a Copinha em 2021, a FPF permitirá, na próxima edição da competição, que atletas nascidos em 2001 possam disputar o torneio.

Obrigado,

Reinaldo Carneiro Bastos
Presidente da Federação Paulista de Futebol