Chapecoense se aproxima de ex-Corinthians e acerta permanência de gringo

Outro impasse que a Chapecoense está prestes a resolver é do atacante Dalberto

por Agência Futebol Interior

Chapecó, SC, 20 (AFI) - A Chapecoense estreará no Campeonato Catarinense nesta quarta-feira, às 21h30, contra o Avaí na Arena Condá, em Chapecó, mas ainda busca reforços. O zagueiro Kadu, ex-Corinthians, se aproximou do clube catarinense e poderá ser anunciado nos próximos dias.

Aos 33 anos, ele realizou treinos e alguns testes com o elenco alviverde. Se aprovado, assinará contrato até o final da temporada. A avaliação será minuciosa por causa do histórico recente do defensor. Kadu sofreu uma lesão na face quando defendia o Goztepe, da Turquia, e não joga desde abril passado.

Formado no Guarani, o zagueiro coleciona passagens por Bragantino, Ponte Preta, Vitória, Athletico e Grêmio. Se Kadu ainda não está 100% certo, o meia Diego Torres foi confirmado pela Chapecoense. Ele esteve perto de sair, mas o técnico Hemerson Maria pediu sua permanência e as duas partes chegaram a um acordo. Contrato junto ao Deportes Iquique em 2018, Diego Torres tem 42 partidas pela Chapecoense e acumula quatro gols.

A pedido do técnico. (Foto: Diego Torres / Chapecoense)
A pedido do técnico. (Foto: Diego Torres / Chapecoense)
ACORDO FECHADO!

"Chegamos a um acordo que o Diego aceitou e a Chape também, da maneira que pediu foi feito. O Diego fez uma força para ficar, a Chape também mudou o que pensava", disse o representante do jogador, Jurandir Martins, conhecido como Niquinho.

Outro impasse que a Chapecoense está prestes a resolver é do atacante Dalberto. Ele voltou ao Juventude, clube que detém seus direitos federativos, mas apresentou lesão no tornozelo. O clube gaúcho argumentou que a lesão ocorreu quando o jogador estava vinculado à Chapecoense e, desta forma, os catarinenses teriam que reativar o contrato e pagar integralmente o salário. Dalberto fará novos exames no departamento médico da Chapecoense para determinar quando ocorreu a lesão.

"O atleta chega nesta segunda-feira (20) em Chapecó para realização de nova avaliação médica. Caso o quadro clínico seja confirmado, por força contratual, Dalberto permanece na Chapecoense com o salário pago integralmente até a resolução total do caso", diz a nota oficial da Chapecoense.