Ceará pode perder mando de campo por prejuízos no Castelão em clássico

O Vozão terá que arcar também com uma mulata pos confusões contra o Fortaleza

por Agência Futebol Interior

Fortaleza, CE, 12 (AFI) - A derrota por 1 a 0 para o arquirrival Fortaleza não deve ser o único prejuízo do Ceará no último final de semana. O clube já foi notificado pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MP-CE) sobre as 385 cadeiras quebradas durante o clássico, no Castelão. O vandalismo ocorreu no lado da torcida do Vozão e poderá gerar até a perda de mandos de campo.

Segundo vistoria da Secretaria do Esporte e Juventude (Sejuv), o prejuízo foi de R$ 134.750,00. O Ceará terá que arcar com o montante e, provavelmente, será julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pelo caso de depredação.

SÚMULA
O árbitro Flavio Rodrigues de Souza colocou em súmula ainda uma invasão por parte de um torcedor do Ceará, além de arremessos de objetivos. Foi registrado também o confronto entre policiais e torcida do Vozão, nas arquibancadas do Castelão.

Flavio Rodrigues de Souza apitou Fortaleza x Ceará
Flavio Rodrigues de Souza apitou Fortaleza x Ceará

"Aos 48 min do 2° tempo, um torcedor uniformizado com a camisa do Ceará adentrou ao campo de jogo pelo setor destinado a sua torcida e posteriormente foi contido pelo policiamento que o levou detido.

Este torcedor foi identificado como Sr. Francisco Adailton do Nascimento, conforme boletim de ocorrência n° 116-190/2019", disse o árbitro, que completou.

"Após o término da partida, a torcida do Ceará entrou em confronto contra a torcida adversária e policiamento, arremessando cadeiras e objetos contra ambos", finalizou.

SITUAÇÃO
O mando de campo será muito importante para o Ceará nesta reta final. O time alvinegro está na 15ª colocação, com 36 pontos, apenas dois a mais do que o Fluminense, primeiro dentro da zona de rebaixamento.