Do Ca-Ju ao Re-Pa: Relembre os clássicos de peso dos últimos anos da Série C

Duelos tradicionais são recorrentes na terceira divisão nacional, que terá rodada repleta de rivalidade neste final de semana

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 18 (AFI) - A nona rodada da Série C do Campeonato Brasileiro vai fechar o primeiro turno com um tsunami de clássicos. O vórtex das rivalidades começa com um duelo direto entre Santa Cruz e Náutico, em mais uma edição do Clássico das Emoções, no sábado, continua com um Re-Pa no domingo, e termina com o Clássico Tradição, protagonizado por Botafogo-PB e Treze, na segunda-feira.

Apesar de ser a terceira divisão nacional, a Série C está acostumada a receber esses duelos cheios de tradição. Diante deste cenário, enquanto os clássicos não chegam, o Portal Futebol Interior resolveu relembrar os encontros de rivais eternos em partidas da competição. Foram levantados apenas duelos realizados dentro do formato atual da competição, com dois grupos, iniciado em 2012.

O primeiro ano teve alguns duelos regionais, mas nada de grande proporção. Já em 2013, Cuiabá e Luverdense disputaram duas vezes o ainda jovem Clássico Ouro-Verde, uma vez que ambos foram fundados no início dos anos 2000. Em 2014, CRB e ASA se enfrentaram no clássico secundário ao Clássico das Multidões, entre CRB e CSA.

CLÁSSICO TRADIÇÃO
As grandes rivalidades de 2014, no entanto, foram outras. Uma das atrações foi o Clássico Tradição entre Botafogo-PB e Treze, que voltará a acontecer por uma competição nacional na próxima segunda-feira. O Belo venceu os dois confrontos, primeiro por 3 a 2 e depois por 1 a 0. Além das derrotas para o rival, o Galo da Borborema acabou rebaixado ao final da temporada.

Treze e Botafogo-PB voltarão a se enfrentar pela Série C.
Treze e Botafogo-PB voltarão a se enfrentar pela Série C.

CA-JU
Outros rivais presentes na edição 2014 foram Juventude e Caxias, que protagonizaram duas edições do tradicional Ca-Ju e empataram nas duas oportunidades, por 1 a 0 e zero a zero. No ano seguinte, em 2015, os dois ainda estavam na divisão e tiveram dois empates novamente, ambos sem gols. Para o Caxias, no entanto, o ano terminou da pior maneira possível, com o rebaixamento à Série D.

Ca-Ju teve quatro edições em dois anos de Série C. (Foto: Divulgação)
Ca-Ju teve quatro edições em dois anos de Série C. (Foto: Divulgação)


CLÁSSICO REI

Em 2016, novamente dois rivais ficaram no mesmo grupo durante a primeira fase e um deles caiu. Desta vez, foi ainda mais cruel para o rebaixado, uma vez que o outro conquistou o acesso. A história em questão foi escrita por ABC e América-RN. Cada um venceu uma vez, por 1 a 0, nos clássicos pelo turno e returno, mas os abecedistas saíram por cima ao fim da temporada, ao subirem para a Série B enquanto os americanos amargavam o rebaixamento.

ABC subiu no ano que em o América foi rebaixado.
ABC subiu no ano que em o América foi rebaixado.

SUPER CLÁSSCIO
Em 2017, o ASA voltou a protagonizar um duelo alagoano, desta vez com o CSA, mas a rivalidade de mais força envolvia o Super Clássico do Maranhão. A história deste ano foi parecida com a de ABC x América, uma vez que o Sampaio Corrêa subiu e o Moto Club caiu. Nos confrontos, deu empate, com um triunfo por 2 a 1 para a Bolívia Querida e outro por 1 a 0 para o Papão.

Sampaio conquistou acesso e o Moto caiu. (Foto: Lucas Almeida)
Sampaio conquistou acesso e o Moto caiu. (Foto: Lucas Almeida)

CLÁSSICO DAS EMOÇÕES
Entre os jogos de rivais que serão realizados na próxima rodada da Série C, o Clássico das Emoções é o único que aconteceu também na temporada passada, bastante frustrante para os dois lados, eliminados nas quartas de final e perdendo o acesso. Depois de um empate por 1 a 1 no primeiro encontro, Na Arena Pernambuco, o Náutico levou a melhor no segundo, em pleno Arruda e com um a menos, com vitória por 2 a 1.

Santa Cruz e Náutico continuam juntos na Série C.
Santa Cruz e Náutico continuam juntos na Série C.