SÉRIE B: Estreias de técnicos e briga pelo G4 esquentam 25ª rodada no sábado

Roberto Cavalo e Jorginho assumiram Criciúma e Coritiba, respectivamente, nesta semana

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 27 (AFI) - O sábado promete ser movimentado com seis jogos válidos pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. São quatro times que entram em campo de olho em uma vaga no tão sonhado G4. Destaques também para as estreias de Roberto Cavalo e Jorginho no comando de Criciúma e Coritiba, respectivamente.

Anunciado na última quinta-feira para o lugar de Waguinho Dias, demitido sem vencer nenhum dos cinco jogos, Roberto Cavalo, que foi campeão da Copa do Brasil de 1991 como jogador do Criciúma, chega com a missão de livrar o time da degola e o primeiro desafio será contra o Botafogo, no Heriberto Hülse.

Anunciado na última segunda-feira, Jorginho faz sua estreia no comando do Coritiba
Anunciado na última segunda-feira, Jorginho faz sua estreia no comando do Coritiba
Na zona de rebaixamento e vindo de três derrotas seguidas, o Criciúma tem os mesmos 23 pontos do São Bento, que vai até o Rei Pelé enfrentar o CRB.

Os adversários dos dois times são concorrentes diretos por uma vaga no G4. O Botafogo defende uma invencibilidade de cinco jogos e é o quinto colocado, com 36 pontos, um a menos que os alagoanos.

Invicto há 12 jogos e embalado por três vitórias seguidas, o América-MG deixou a lanterna e subiu para a oitava colocação, com 35 pontos, um a mais que o Coritiba, adversário deste sábado no Couto Pereira. O time paranaense terá a estreia de Jorginho, que assumiu o lugar de Umberto Louzer, demitido após quatro derrotas seguidas.

MAIS JOGOS
Com um jogo a menos - a partida contra o Coritiba, pela 24ª rodada, foi adiada pela CBF - e o mesmo número de pontos do América-MG, o Cuiabá vai até Campinas enfrentar a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli.

A Ponte Preta tenta reencontrar o caminho das vitórias depois de quatro jogos
A Ponte Preta tenta reencontrar o caminho das vitórias depois de quatro jogos
O time campineiro não ganha há quatro jogos e, com 32 pontos, chega pressionado pela torcida, que não deve comparecer em bom número apesar da promoção de ingressos.

Na terceira colocação, com 41 pontos, o Sport espera ampliar a vantagem diante dos adversários e para isso busca uma vitória diante do Operário, na Ilha do Retiro. Em sexto lugar, com 36, o time paranaense tem a pior campanha como visitante, com apenas uma vitória em 12 jogos.

Sem vencer há três jogos e com o técnico Matheus Costa pressionado no cargo, o Paraná - 10º colocado, com 34 pontos - vai até Barueri enfrentar o Oeste, que tem 29 e busca a segunda vitória seguida para se distanciar ainda mais da zona de rebaixamento.

PARA FECHAR
A rodada será completada no domingo com um duelo de opostos. Líder e cada vez mais próximo do acesso, o Bragantino recebe o desesperado Vitória, que luta contra o rebaixamento e vai para a segunda partida sob comando de Geninho. Na estreia, empate sem gols com o Atlético-GO, em casa.