Torcida do Benfica faz fila no Estádio da Luz por autógrafos de Jonas

Cerca de 700 pessoas passaram pelo local do evento, sendo que a fila começou a se formar uma hora antes da abertura

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 16 (AFI) - A semana de despedida de Jonas como atleta profissional teve mais um capítulo especial. Desta vez, junto aos torcedores do Benfica. Artilheiro da equipe desde 2014, quando chegou a Lisboa, Jonas participou de uma sessão de autógrafos na loja da Adidas, dentro do complexo do Estádio da Luz, sua casa por todos esses anos.

Cerca de 700 pessoas passaram pelo local do evento, sendo que a fila começou a se formar uma hora antes da abertura das portas. Um menino chamou atenção com um cartaz feito por ele mesmo, que trazia colagens de jornal e a frase: “12 anos de vida e cinco anos de Jonas. Que sorte eu tenho”.

"Eu fico emocionado. O mais legal é que esse carinho é recíproco. São eles que fazem a grandeza de um clube como o Benfica. Então essa foi uma oportunidade para eu poder retribuir, poder estar perto, poder dizer obrigado por esses anos todos, por essas alegrias, por esse sentimento. Inesquecível", afirma Jonas.

Na ocasião, diferentes gerações se encontraram para prestigiar o segundo maior artilheiro estrangeiro da história do Benfica com 137 gols em 183 jogos. Foram duas horas de fotos, autógrafos e recados. Além de muitos agradecimentos pelos nove títulos conquistados em cinco anos: quatro da Liga de Portugal – sendo duas vezes artilheiro e eleito o melhor da competição, dois da Taça da Liga, dois da Supertaça e um da Taça de Portugal - sendo artilheiro.

Torcida do Benfica faz fila no Estádio da Luz por autógrafos de Jonas
Torcida do Benfica faz fila no Estádio da Luz por autógrafos de Jonas
"Foi fantástico, muita gente. Deu para sentir o carinho e o respeito que os torcedores do Benfica têm por mim. Foi muito bom ter esse contato com eles antes de voltar ao Brasil. Só tenho a agradecer", conta Jonas.

Jonas dedicou 14 dos seus 35 anos ao futebol. Marcou 300 gols e conquistou 12 títulos. Iniciou a carreira pelo Guarani de Campinas em 2005, aos 19 anos. Depois defendeu Santos, Grêmio, Portuguesa e teve uma segunda passagem pelo Grêmio, quando ganhou destaque dentro e fora do país ao fazer 42 gols em 2010, sendo até hoje o recordista do Campeonato Brasileiro no formato de pontos corridos com 20 equipes ao balançar as redes 23 vezes. Na Europa desde 2011, atuou pelo Valencia, da Espanha, e, por último, pelo Benfica, de Portugal. Pela Seleção Brasileira foram 12 jogos e 03 gols, com a disputa de uma Copa América.