Após título, Tiago Nunes revela 'cagada' e crava: "Esses meninos são imortais"

O treinador também negou deixar o Furacão e comemorou até mesmo com samba a conquista do Athletico

por Agência Futebol Interior

Curitiba, PR, 19 (AFI) - Tiago Nunes usou uma expressão muito comum entre os gremistas ao comentar, ainda no gramado, sobre o título da Copa do Brasil conquistado pelo Athletico Paranaense, na noite desta quarta-feira, ao derrotar o Internacional, em pleno estádio Beira-Rio, por 2 a 1. Em Curitiba, o time rubro-negro já havia vencido por 1 a 0.

"Isso é fruto de muito amor. Temos um grupo jovem, com fome de campeão. O Inter é um grande clubes, mas ganhamos de vários grandes clubes para conquistar o título. Ouvimos muita coisa nessa trajetória. Nunca fomos considerados favoritos, porém, o futebol nos proporcionou isso. Esses meninos são imortais", afirmou o treinador.

ANÁLISE DOS 90 MINUTOS
Tiago Nunes também analisou os 90 minutos realizados pelo time no Beira-Rio:

"Nós tínhamos muita clareza que para competir com o Inter precisaríamos fazer gol. O Inter nos sufocou no primeiro tempo, principalmente pelo lado direito.

Tivemos dificuldade e sofremos bastante. Não aparecemos para jogar. Ficamos esperando e só demos chutões. No segundo tempo, a gente acertou.

Tudo conspirou para dar certo. Sustentamos com dificuldade na etapa inicial. No segundo, sofremos menos e acabamos merecendo esse título inédito", disse.

BEIRA-RIO
O treinador lembrou também da derrota na final da Copa Libertadores da América, em 2005, diante do São Paulo, no próprio Beira-Rio. Segundo Tiago Nunes, o estádio do Internacional vai ser lembrado com muito carinho, a partir de agora, pelos atleticanos.

Athletico é campeão da Copa do Brasil - Miguel Locatelli
Athletico é campeão da Copa do Brasil

"Tivemos uma oportunidade de reconstruir um erro histórico. Lembrávamos com tristeza da final da Libertadores de 2005. Mas conseguimos mudar a história. O Beira-Rio será lembrado por esse momento único, de muita alegria para os torcedores", avisou.

MAIOR DA HISTÓRIA?
Questionado sobre ser o mais treinador da história da equipe rubro-negra, Tiago Nunes minimizou:

"Não sou o maior técnico da história do Athletico. Eu tive a sorte de pegar essa estrutura maravilhosa, um clube com ideias muito claras desde a sua formação. Geninho, Vadão, Pepe, esses foram pioneiros, tiveram trabalhos maiores. Vivo um momento positivo do clube. Vivo o momento. Tenho entregue os resultados que o clube quer, mas porque muitos (treinadores) passaram antes por aqui."

FICA NO FURACÃO!


Tiago Nunes ainda negou deixar o clube: "Vou pedir perdão pelo uso da palavra, mas foi a maior cagada usar a palavra cansado. Quis ser sincero, mas acabou servindo de aprendizado para não cometer mais esse erro. Estava sim cansado fisicamente, pela rotina, mas faz parte da profissão", revelou.

FERIADO
Por fim, o treinador campeão da Copa do Brasil decretou feriado em Curitiba: "Já avisei o Governador: amanhã (quinta) é ponto facultativo em Curitiba. Não precisa trabalhar não. Vamos colocar 40 mil torcedores na Arena para fazer uma festa incrível. Vamos tentar ter um time vivo até o duelo contra o Vasco", finalizou.