Ex-técnico da Inglaterra é oferecido ao Atlético-MG, mas clube recusa

O treinador europeu também trabalhou em três Copas do Mundo, duas com a Inglaterra e a última com a Costa do Marfim

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 13 (AFI) - Depois da surpreendente derrota para a Caldense no último sábado, em casa, por 2 a 1, o elenco do Atlético Mineiro se reapresentou nesta terça-feira e iniciou a preparação para o importante duelo contra o América-MG, neste domingo, pelo Campeonato Mineiro. A principal notícia foi a recusa do técnico sueco Sven-Goran Eriksson, que se ofereceu para dirigir o clube mineiro, mas ouviu a surpreendente recusa do diretor de futebol Alexandre Gallo.

Eriksson tem 70 anos e estava trabalhando no futebol chinês, o que, teoricamente, não é um problema para o Atlético-MG, já que o clube sonha com Felipe Scolari. O sueco começou a carreira em seu país natal, mas ficou mundialmente conhecido pelos bons trabalhos em grandes clubes do futebol europeu, como Benfica, Roma e Manchester City. Em Portugal aprendeu a falar o português de forma fluente.

O treinador europeu também trabalhou em três Copas do Mundo, duas com a Inglaterra e a última com a Costa do Marfim. Ele foi oferecido ao Atlético-MG pelo agente Daniel Paiva, que é credenciado na CBF e pode falar em nome do treinador. A recusa do time mineiro foi tratada como tranquila, já que Alexandre Gallo alegou que o clube não tem uma história muito boa com técnicos estrangeiros.

Sven-Goran Eriksson é oferecido ao Atlético-MG, mas clube recusa técnico sueco
Sven-Goran Eriksson é oferecido ao Atlético-MG, mas clube recusa técnico sueco
TRABALHO

Em campo, a atividade foi coordenada pelo auxiliar técnico Thiago Larghi. Responsável por comandar o time desde a demissão de Oswaldo de Oliveira, ele orientou trabalhos técnicos e táticos no campo 1 da Cidade do Galo, na cidade de Vespasiano (região metropolitana de Belo Horizonte).

O trabalho de Thiago Larghi, aliás, tem sido elogiado pelo elenco. Mas, como apontou o zagueiro Iago Maidana nesta terça-feira, os jogadores atleticanos estão ansiosos pela definição do novo treinador. "Estamos na espera, ansiosos, sim, pelo novo treinador", garantiu o defensor, antes de ponderar. "Mas quem comanda agora é o Thiago e precisamos ouvi-lo e colocar em prática o que ele fala".

Ainda assim, por uma melhor organização da equipe, Iago Maidana acrescentou que o substituto de Oswaldo de Oliveira precisa ser definido logo. "Quem vier será abraçado porque precisamos dessa ajuda dentro do vestiário, de uma boa conversa, de ter a confiança de uma cara que chegue para ajudar", completou.

O Atlético Mineiro está na quarta colocação do Campeonato Mineiro com oito pontos, exatamente oito atrás do líder Cruzeiro.

 
 
" />