EXCLUSIVO! Jovem técnico, Alan George se aposenta e deixa o futebol definitivamente

Treinador não revelou quais serão os próximos passos, mas fez questão de deixar uma mensagem para os profissionais da bola

por Agência Futebol Interior

Goiânia, GO, 23 (AFI) - Alan George (foto) pensou muito nos últimos dias. Conversou com a família e tomou uma das decisões mais difíceis da sua carreira. O jovem comandante resolveu deixar o futebol e se aposentou. Ele estava no mercado desde a saída do Anápolis. A informação é exclusiva do Grande Área (www.grandearea.com.br), site parceiro do Portal Futebol Interior.

"Gostaria de comunicar a todos o encerramento da minha carreira como treinador de futebol. Não vou dizer que está sendo fácil, pois o futebol sempre foi e é minha paixão. Foi nele que eu vivi a maior parte da minha vida e com ele aprendi com os acertos e tropeços, várias noites sem dormir, várias noites longe da família, várias noites em lugares distantes do meu lar", disse Alan George.

Alan George vai em busca de novos desafios. O treinador não revelou quais serão os próximos passos, mas fez questão de deixar uma mensagem para os profissionais da bola.

"Vou sentir falta desse mundo mágico chamado futebol. Chega um tempo em nossa vida, porém, que precisamos decidir: ir ou ficar?! E hoje decidi seguir em busca de novos sonhos. Despedir não é só dizer adeus, é apoiar e desejar sucesso para uma jornada de sonhos que está apenas começando. E um conselho que eu deixo a todos os meus companheiros de trabalho e meus atletas: tenham Deus sempre no coração e façam da vida um jogo de futebol. Chute as tristezas, drible as dificuldades e marque gols de alegria. Enfim, sejam felizes! E que Deus nos ajude sempre! Nos encontraremos e nos veremos por aí", finalizou o comandante.

Despedida!
O último trabalho de Alan George no futebol foi à frente do Anápolis. E lá ele fez história ao conquistar o acesso e o título da 2ª divisão do Campeonato Goiano Sub-19. A campanha do título teve 12 jogos com nove vitórias, um empate e apenas duas derrotas, além de incríveis 35 gols a favor e só nove tomados.

A conquista de Alan George e seus comandados acaba sendo um título histórico porque é a primeira vez que o Anápolis e um time da própria cidade sagra-se campeão de uma competição das Categorias Básicas da Federação Goiana de Futebol (FGF).