Mineiro: Leston Junior não é mais o treinador do Villa Nova

A diretoria do Villa Nova resolveu demitir o técnico Leston Júnior após a derrota para a URT no último domingo

por Grande Área - Campinas

Nova Lima, MG, 20 (AFI) – O técnico Leston Júnior não comanda mais a equipe do Villa Nova no Campeonato Mineiro. A diretoria do clube de Nova Lima decidiu encerrar sua parceria com o treinador um dia depois da derrota por 2 a 1 para a URT fora de casa. Mesmo com a oscilação nas últimas rodadas, o Leão do Bonfim se encontra fora da zona de rebaixamento do Campeonato Mineiro, na nona colocação, com sete pontos.

Perguntado se foi surpreendido pela demissão, Leston falou que não, já que as demissões são comuns na cultura do futebol brasileiro.

Leston Júnior não é mais técnico do Villa Nova
Leston Júnior não é mais técnico do Villa Nova

"No Futebol brasileiro isso é meio que comum. A gente começa o projeto com um discurso bonito de trabalho a médio e a longo prazo, mas no primeiro resultado ruim as coisas mudam. A torcida e os dirigentes são levadas na emoção e cobram bons resultados a todo momento. Eu fui contratado para contribuir para a recuperação do clube”, afirmou o treinador em entrevista ao Portal Futebol Interior.

“O objetivo era usar minha credibilidade para manter pelo menos o Villa Nova na elite do futebol mineiro e acho que isso está bem encaminhado. Nós encontramos muitas dificuldades, pois temos uma receita menor. Fiz esse início de trabalho para que o clube tivesse uma sustentação para a disputa do torneio. Venho recebendo algumas sondagens nas últimas semanas e estou aberto para ouvir o que o mercado vai falar, principalmente para a disputa de competições nacionais”, disse Leston.

Leston Júnior já treinou equipes de diversos estados e soma passagens por Inter de Bebedouro, Olímpia, Guarani-MG, Madureira, Tupi, Remo e Mogi Mirim. Entre seus principais feitos estão o acesso à Série A3 do Campeonato Paulista de 2010 com a Inter de Bebedouro, a briga pelo acesso na Série C de 2014 com o Madureira, o acesso à Série B do Campeonato Brasileiro no comando do Tupi em 2015 e a fuga do rebaixamento na Série C do Brasileiro com o Mogi Mirim no ano passado.