França derrota Bolívia em casa e Mbappé deixa amistoso com dores

Atual campeã mundial segue na disputa por uma vaga na Eurocopa do ano que vem

por Agência Estado

Campinas, SP, 02 - Em preparação para uma nova rodada das Eliminatórias da Eurocopa de 2020, a seleção da França não teve dificuldades para derrotar a Bolívia por 2 a 0, neste domingo, em amistoso disputado em Nantes, diante de sua torcida. Thomas Lemar e Antoine Griezmann marcaram os gols da partida.

A nota preocupante do jogo para os franceses foi a saída antecipada de Kylian Mbappé do jogo. No intervalo, ele foi substituído em razão de dores no tornozelo. Mas, ao fim da partida, o técnico Didier Deschamps minimizou o problema físico e deu a entender que ele não será desfalque para a retomada das Eliminatórias.

A França contou neste domingo praticamente com força máxima. Uma das poucas baixas da equipe foi o goleiro Hugo Lloris, que defendeu o Tottenham no sábado, na final da Liga dos Campeões, com o Liverpool. O titular foi substituído no amistoso pelo reserva Alphonse Aréola.

Sem dificuldades, os franceses se impuseram em campo e abriram o placar logo aos cinco minutos. Em rápido contra-ataque, Lemar recebeu preciso passe de Griezmann e bateu por cobertura.

O autor de gol devolveu o favor para o atacante no fim da primeira etapa. Aos 43 minutos, Lemar serviu Griezmann, que mandou para as redes para anotar o seu 29º gol com a camisa dos atuais campeões mundiais.

Após a vitória, a França vai seguir sua preparação para enfrentar a Turquia, fora de casa, no dia 8. Três dias depois, o adversário será Andorra, novamente fora de casa. Ambos os jogos são válidos pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2020. Líder do Grupo H, a França soma os mesmos seis pontos dos turcos, atuais vice-líderes da chave.

Já a Bolívia usou o amistoso deste domingo como preparação para a disputa da Copa América, no Brasil. A competição terá início no dia 14. Os bolivianos estão no mesmo grupo (A) da seleção brasileira, ao lado da Venezuela e do Peru.

A Bolívia, por sinal, vai participar do jogo de abertura da competição, com o Brasil, às 21h30 do dia 14, no estádio do Morumbi, em São Paulo.