Após infarto, ex-técnico do Cruzeiro está consciente e deve deixar UTI até domingo

Apesar de poder deixar a UTI neste final de semana, o ex-técnico do Cruzeiro deverá ser observado por mais duas semanas

por Agência Futebol Interior

Curitiba, PR, 16 (AFI) - Depois do susto, uma boa notícia. O técnico Adilson Batista deve deixar a UTI até domingo, após ter sofrido um infarto. Ele precisou passar por dois cateterismos, mas está consciente e deverá ir para o quarto neste sábado ou domingo, no Hospital Cardiológico Costantini, na capital paranaense. Com a evolução do quadro, há a expectativa de que não seja necessária uma cirurgia.

Apesar de poder deixar a UTI neste final de semana, o ex-técnico do Cruzeiro deverá ser observado por mais duas semanas. O hospital deve divulgar um boletim médico atualizado ainda neste sábado.

"Adilson Batista está bem e deverá ser transferido para o quarto amanhã, deixando a UTI. Segundo o médico responsável, ele deverá permanecer em observação por mais duas semanas. Como a resposta foi boa até aqui, talvez não seja necessária a cirurgia", informou a assessoria de imprensa do treinador.

CRUZEIRO ATÉ MARÇO

Ex-jogador do Cruzeiro, Adilson Batista assumiu o time ano passado quando estava prestes a ser rebaixado para a Série B. Depois comandou o time até março de 2021. Os maus resultados o derrubaram.

Como jogador, ele marcou época em grandes clubes, além do Cruzeiro, como pelo rival Atlético-MG, bem como na dupla Gre-Nal, Grêmio e Internacional. Ele era capitão do Grêmio na conquista da Copa Libertadores de 1995. Atuou no Japão e encerrou a carreira em 2001 no Corinthians.

CARREIRA DE TÉCNICO

Como técnico de futebol ele começou no interior de São Paulo, dirigindo o Mogi Mirim, ainda em 2001. Depois seguiu adiante passando por duas dezenas de clubes como América-RN, Sport, Paysandu, Avaí, Figueirense e Paraná.

Além de grandes clubes como Grêmio, Corinthians, Santos, São Paulo e Cruzeiro. Em 2006/2007 dirigiu o Júbilo Iwata do Japão.