Atacante da Seleção se posiciona sobre acusações envolvendo ex-BBB: "Não passo pano"

Richarlison diz "retirar o apoio" caso denúncias de violência contra mulheres atribuídas a Felipe Prior se confirmem

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 3 (AFI) - O atacante Richarlison, que atua no Everton e na Seleção Brasileira, se manifestou sobre as acusações de crimes contra mulheres atribuídos à Felipe Prior, décimo eliminado do Big Brother Brasil 20.

Richarlison foi um dos inúmeros jogadores de futebol que apoiaram a permanência do arquiteto no reality show, em paredão envolvendo a cantora Manu Gavassi e a modelo Mari Gonzalez. Prior acabou eliminado com 56,73% dos mais de 1,5 bilhão de votos, recorde entre todas as edições.

Espaço incorporado por HTML (embed)

O CASO

Segundo matéria veiculada pela revista Marie Claire, Felipe Prior é acusado de estuprar duas mulheres e tentar estuprar uma outra, nos jogos universitários das faculdades de arquitetura e urbanismo de São Paulo (interFAU).

Richarlison se posicionou sobre acusações envolvendo Felipe Prior (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Richarlison se posicionou sobre acusações envolvendo Felipe Prior (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Em comunicado nas redes sociais, a organização do evento confirmou o recebimento de denúncias contra o arquiteto e a expulsão permanente dele dos eventos desde 2018.

Jogadores como Neymar, Gabigol, Vinícius Júnior e Lucas Paquetá aderiram à campanha #FicaPrior, com alguns deles prometendo sorteio de camisas caso o brother ficasse na casa. A corrente mobilizou atletas de outros esportes, como o surfista Gabriel Medina, e diversos famosos.