Copa SC: Técnico do Hercílio Luz denuncia golpe de estelionato: "Está sujando meu nome"

"Tem um estelionatário que está usando um telefone da Bahia, extorquindo dinheiro de jogador", disse Edson Vieira

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 25 (AFI) - Os treinadores do futebol brasileiro continuam sendo vítimas de estelionatário. O caso mais recente envolve o treinador Edson Vieira, que já dirigiu clubes por todo o país e trabalha no Hercílio Luz, equipe da elite do Campeonato Catarinense que está disputando a Copa Santa Catarina.

"Tem um estelionatário que está usando um telefone da Bahia, extorquindo dinheiro de jogador, empresário, pai de jogador. Está usando o meu nome, usando o nome do clube. Ele está ganhando dinheiro, pegando R$900,00 por cada jogador com quem ele fala, diz que vai jogar aqui. É tudo falso. Ele está sujando meu nome, usando meu nome. Está no Brasil interior, muita gente me ligando. Fiz Boletim de Ocorrência. Não é para as pessoas depositarem dinheiro para esse cara, é estelionatário", afirmou o comandante em contato com o Portal Futebol Interior.

 Foto: Zahyra Mattar / Hercílio Luz FC
Foto: Zahyra Mattar / Hercílio Luz FC

Agora, cabe à Polícia Civil de Santa Catarina fazer uma investigação detalhada do caso, pois o golpista vem dando mostras de que não está muito preocupado em ser descoberto. Para isso, basta a polícia checar a conta em que os valores foram depositados, já que os depósitos foram feitos para Manoel Carlos P. Silva, cujo CPF é 019.455.875-47, em uma das agências da Caixa Econômica Federal.

TÁ COMPLICADO
O treinador do Hercílio Luz não foi a única vítima deste tipo de golpe no mundo futebolístico. Fernando Marchiori, do Maringá, foi um dos nomes que passou pela mesma situação. Tuca Guimarães também passou pelo problema, quando estava trabalhando no Noroeste. Outra vítima, foi Júlio Sérgio, no Linense, Marcelo Martelotte, no Taubaté, e Thiago Oliveira, no Batatais. Em comum entre esses casos, o fato de o DDD do golpista também ser da Bahia.

Depósito confirma golpe
Depósito confirma golpe