Ex-Ponte e Palmeiras aponta erros e fala sobre carreira de técnico: "Não desisti"

Estevam Soares está como coordenador do Oeste, mas planeja retomar carreira de treinador

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 29 (AFI) - Coordenador técnico do Oeste, Estevam Soares ainda acredita na retomada de trabalho como treinador. O ex-comandante de Ponte Preta, Palmeiras e Guarani pontuou alguns erros na carreira e traçou novos objetivos.

"Eu ainda não desisti. Hoje estou como coordenador, mas talvez eu volte como treinador. O grande problema meu foi a má administração de carreira. Nos meus dois melhores momentos - Palmeiras e Botafogo - não dirigi minha carreira como tinha que ter sido. Acabei errando nas tomadas de decisão", falou Estevam Soares, ao Esportes Online.

Com 64 anos, o ex-zagueiro de Bahia, Vitória e Ponte Preta, foi iniciar sua trajetória como treinador no Primavera, logo após penduras as chuteiras. Depois rodou por Inter de Limeira, Guarani, Ponte, Náutico, Palmeiras, São Caetano, Coritiba, Portuguesa, Botafogo, Ceará, Grêmio Barueri, dentre muitos outros.

Estevam Soares pensa em retomar carreira de técnico
Estevam Soares pensa em retomar carreira de técnico
"Fiz um trabalho no Guarani excelente. Lancei muitos jogadores, Martinez, Elano, muitos outros. Na Ponte Preta, tive duas passagens maravilhosas, em 2000 e 2004. Chegamos a liderar o Brasileirão, tanto que fui para o Palmeiras", disse o coordenador, que completou.

"Em 2009, o Barueri jogava por música. Foi uma passagem maravilhosa. Daquele time, 13 jogadores foram para grandes clubes. Chegamos a ficar na terceira posição do Brasileirão", lembrou.

NO OESTE!
No Oeste, Estevam Soares vem contribuindo com o técnico Renan Freitas durante os treinamentos, tanto que algumas estratégias são elaboradas pelo próprio ex-zagueiro da Ponte Preta.

"Vou dar minha vida, vou dar apoio (ao Renan Freitas). Se aparecer alguma situação, com menos pressão, sentarei e tomarei uma decisão. Por enquanto estou concentrado neste trabalho que estou achando muito legal", concluiu.